Praia de Puruba (Ubatuba-SP)

Post um pouco atrasado, mas é que andei meio sem tempo esses últimos dias.
No meu aniversário/feriado de páscoa eu e meus pais fomos pra Ubatuba, enfrentar o trânsito caos das estradas (TODO MUNDO decidiu ir pra Ubatuba!), mas graças a Deus na ida a gente foi super tranquilo. Já na volta… a viagem de 3 horas durou quase 8. Por sorte (e escolha nossa também), ficamos numa das praias mais desabitadas de Ubatuba, onde só existe uma pousada, dois restaurantes (um estava fechado), e algumas casas pra alugar. Tudo lotado, mas na praia você só via umas 50 pessoas por dia, contando com as que vinham de outros lugares.


A praia de Puruba fica entre as praias do Félix e de Ubatumirim, a poucos km da Itamambuca e a 40min de Paraty (RJ). Uma estradinha de terra batida (um pouco longa e chatinha) liga a BR até a vila de Puruba, onde fica a civilização. Para chegar até o mar, você tem que atravessar o Rio Puruba, que é paralelo à praia inteira, e desemboca em um dos cantos. Existem barquinhos da prefeitura pra atravessar, mas quando a maré é baixa, dá pra atravessar andando tranquilamente com a água chegando até acima do joelho, no máximo. A água do rio é fria, em compensação a do mar… é a mais quente que já vi!

A paisagem é linda. A água é quase sempre transparente, a areia é fina e dourada, a encosta toda é de mata atlântica extremamente preservada, montanhas e mais montanhas. A praia já foi usada como set de filmagens para vários filmes e minisséries da Globo, incluindo o sucesso “A Muralha”.
A vantagem é que por causa das limitações do rio, só tem um quiosque no canto da praia, de um morador local, que só disponibiliza algumas bebidas e porções (MUITO boas, por sinal!), então a praia não fica nem suja nem lotada. A pousada que ficamos é bem pequena, só tem 6 quartos, e fica rodeada pela mata, então você só ouve passarinhos e bichos o tempo todo. Até um tucano a gente viu!

Agora, como todo lugar “isolado do mundo”, lá também tem suas desvantagens. Por ser uma vila pequena, pra almoçar ou jantar você tem que ir ou pra Itamambuca (onde tem restaurantes excelentes e muita gente bonita!) ou pra Paraty (melhor ainda, convenhamos!); Muitos, mas muitos mosquitos, lagartixas, sapos, entre outros. Pra sair do quarto, seja de dia ou de noite, tem que passar repelente até nas mãos. E onde os borrachudos mais atacam é na praia, quando você tá tomando sol!; Não pega celular em lugar nenhum (só Vivo, às vezes). E nem internet; Se você for passar uns dias lá, faça todas suas compras antes, e leve isopor ou bolsa térmica, na pousada não tem frigobar!
Como eu e minha família sempre gostamos de lugares isolados, onde a gente pode realmente relaxar sem ver aquela farofada de gente nas praias, Puruba foi o lugar ideal. Com certeza voltaremos mais vezes, e eu indico também pra todos que curtem um lugar desse tipo.

Comente sobre o post

O seu email não será publicado.